A Falta da Família no Ambiente Escolar

A Falta da Família no Ambiente Escolar


  A escola e a família são espaços de basilares de relação da criança com o mundo, debater sobre essas duas instituições é abrir possibilidades de melhorar o processo de humanização e formação educacional das crianças e adolescentes. Hoje em dia, na maioria das escolas percebe se que cada vez mais aumenta o número de pais ou responsáveis que não estão dando a devida atenção aos seus filhos na vida escolar e social. Essa desatenção, de algumas famílias não é observada apenas pela comunidade escolar, mas também por todos da sociedade que acompanham e tem convivência diária com essas crianças.

  A escola necessita entender os motivos que levam os familiares a se afastarem da vida escolar e social dos filhos e amenizar os danos e efeitos dessa mesma lacuna.  Obviamente não se pode generalizar, nem todos os casos são iguais, assim como temos famílias ausentes também temos as presentes e dedicadas. Mas o que me preocupa é o aumento de alunos carentes de atenção, carinho, compreensão e assistência familiar.

  Geralmente a professora percebe logo a ausência da família no educando, e uma das primeiras característica é: uma criança que faz de tudo para chamar a atenção em sala de aula, com atos de desordem ou até mesmo choro; desânimo e falta de interesse; não consegue assimilar os conteúdos; não se desenvolve socialmente e intelectualmente. Esses efeitos geralmente comprometem o bom andamento do ensino aprendizado de toda a turma e principalmente da criança ou adolescente e aluno envolvido.

  Percebo é que alguns pais estão se desligando dos filhos em virtude de sua vida profissional, e é claro alguns por desleixo mesmo e estão transferindo a sua obrigação de educar seus filhos para a escola a qual tem como objetivo principal o ensino e como complemento a educação.Quanto aos efeitos negativos, geralmente causados pela ausência dos pais na vida escolar e social dos filhos, é bem a realidade dos problemas sociais que vivenciamos no nosso cotidiano, como: gravidez precoce, dependentes de drogas e álcool, vandalismos, furtos, e infelizmente desestruturação de muitas famílias. 

   Enquanto profissional da educação, entendo que nós professores precisamos conhecer o contexto de cada crianças, e buscar identificar como as famílias lidam com as necessidades específicas do desenvolvimento infantil de seus filhos, como compreendem os modos de pensar e agir das crianças e quais são os estímulos do ambiente familiar para o seu desenvolvimento. Mas muitas vezes não temos a oportunidade nem de conhecer alguns pais, que comparecem na escola apenas para efetuar a matrícula do seu filho, e em algumas das entregas de boletins. As famílias de nossos alunos precisam entender a necessidade que haja sintonia entre ambos, família/escola para que nossos alunos e filhos alcancem um bom ensino aprendizagem. Essa parceria escolar é essencial para o crescimento do educando e ambas são responsáveis por preparar o aluno tornando um cidadão apto a conviver em sociedade.

  Acredito que o papel da sociedade, família e a escola é amar e acolher todas as crianças com sua identidade original e singular, buscando práticas de acolhimento, laços de proteção e técnicas pedagógicas, juntamente com alternativas de aproximar a escola e famílias.

Autora: Viviane Kloh Lara



Enviar por e-mail Imprimir

Fale conosco

Mande suas críticas e sugestões para o portal

Contato

Imprensa

Se você é imprensa cadastre-se e receba as notícias fresquinhas

Cadastre-se

Curta

Rua Sobradinho, 09 - (55) 3616 1025

Horário de atendimento: 07h30mim às 11h30min e das 13h às 17h.

Visualizar mapa